RJ fica em 20° lugar no ranking da educação de ensino médio no Brasil

A pontuação do estado no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), referente ao ano de 2019, foi de 3.5. Já no ensino fundamental, de responsabilidade dos municípios, a capital registrou leve melhora. Ensino fundamental na rede pública do Rio registrou pequena melhora no Ideb
As escolas da rede pública do estado do Rio de Janeiro ficaram com 3.5 pontos no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), referente ao ano de 2019. Com a pontuação, o RJ terminou em 20° lugar entre as 27 unidades federativas do país.
A meta estabelecida pelo Ministério da Educação (MEC) para o ano de 2019 era bater 4.4 pontos no Ideb, o que seria o melhor índice desde 2015, quando as escolas foram avaliadas com 3.6 pontos. Em 2017, o resultado foi ainda pior, com o resultado ficando com 3.3.
Apesar da leve melhora na comparação com 2017, as escolas do estado ainda estão muito distantes de seus objetivos. A meta do MEC para o próximo ano de avaliação, em 2022, é bater a casa dos 6 pontos.
Uma pontuação nesse nível colocaria o ensino médio do RJ no mesmo patamar de qualidade das escolas de países desenvolvidos.
Escolas da capital
Se a qualidade das escolas da rede estadual não vai bem em todo o estado, a situação das unidades de ensino médio localizadas na capital fluminense é ainda pior.
Os alunos da cidade do Rio que estudam na rede estadual ficaram com apenas 3.2 pontos. Entre os 92 municípios do estado, a capital só superou a cidade de Tanguá, que ficou com 3 pontos, e empatou na avaliação com Quissamã.
A cidade de Santa Maria Madalena teve o melhor desempenho de ensino médio no Ideb, ficando com 5.4 pontos.
Entre as escolas da capital, a maior pontuação ficou com o Colégio Estadual Chico Anysio, no Andaraí, na Zona Norte do Rio. A unidade bateu 5.4 pontos.
Escolas particulares
A desigualdade entre o ensino público e o privado ficou mais flagrante depois da divulgação dos números do Ideb para o ensino médio.
Enquanto as escolas públicas tiveram uma avaliação de 3.5 pontos, a rede particular de todo o estado chegou aos 5.7 pontos.
Comparação com outros estados
O 20° lugar no Ideb, coloca o RJ no final do ranking brasileiro das escolas de ensino médio. Pela avaliação, o estado só está melhor do que Roraima, Mato Grosso, Sergipe, Amapá, Bahia, Pará e Rio Grande do Norte.
As escolas de Goiás, com 4.7 pontos, e do Espírito Santo, com 4.6 pontos, são as melhores do país, na avaliação feita em 2019.
Ranking do ensino fundamental
As escolas de ensino fundamental, ou seja, com alunos do 1° ao 9° ano, são de responsabilidade dos municípios do Rio de Janeiro. E os resultados do Ideb mostram que poucas prefeituras conseguiram melhorar sua avaliação nos últimos anos.
Em 2019, a maioria das cidades não atingiu as metas projetadas pelo Ministério da Educação na rede pública. E a capital do estado está entre elas. Do 1° ao 5°, a nota do Ideb na rede municipal do Rio foi de 5.8 pontos, enquanto que a meta era de 6.1.
Mesmo não batendo a meta estabelecida pelo MEC, o Rio conseguiu evoluir em relação a pontuação de 2017, quando ficou com 5.7 pontos.
Já os alunos do 6° ao 9° ano na capital, ficaram com 4.9 pontos, uma avaliação abaixo da meta de 5.5.
Nesse ciclo, o município também registrou melhoras nos últimos anos, aumentado sua pontuação gradativamente. Em 2015, ficou com 4.3. Em 2017, fechou o ano com 4.7. E em 2019, com 4.9 pontos. Mesmo assim, desde 2011 que a prefeitura do Rio não atinge os resultados previstos.
Segundo a Secretaria de Educação do Rio, as notas vêm crescendo e o objetivo é ultrapassar a meta.
Baixada Fluminense em crise
Os municípios da Baixada Fluminense estão entre os piores do ranking. Das dez cidades com notas mais baixas do Ideb nos anos iniciais do ensino fundamental, seis são da região.
A última colocação do índice de 2019 ficou com a cidade de Cardoso Moreira, no Norte do Estado, com 4.5 pontos.
Logo depois aparecem as cidades de Japeri, Nova Iguaçu, São Gonçalo, Belford Roxo, Duque de Caxias, Duas Barras, Mesquita, Porciúncula e Guapimirim.
A Baixada Fluminense também registrou resultados ruins nos anos finais do ensino fundamental. Cinco cidades da região ficaram entre as dez piores do estado.
Itaguaí
Cabo Frio
São João de Meriti
Belford Roxo
Duque de Caxias
Guapimirim
Laje do Muriaé
São Gonçalo
Vassouras
Angra dos Reis
Miracema tem a melhor pontuação
A cidade de Miracema, com menos de 30 mil habitantes, conseguiu a melhor nota do Ideb, tanto para as escolas de anos iniciais, quanto para de anos finais do ensino fundamental, com 6.9 e 6.1 pontos, respectivamente.
Miracema foi o único município do RJ a ter nota acima de seis nas duas etapas do ensino fundamental. Do 1° ao 5° ano, 20% das cidades tiveram notas iguais ou maiores que 6 pontos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui